COPA KAISER 97

HOME

DANÚBIO CAMPEÃO !

Além dos troféus e das medalhas, os jogadores do campeão Danúbio ganham um prêmio inédito da Kaiser: uma viagem de avião para a Argentina, na qual desfrutarão de passeios, shows e farão um amistoso com o tradicional Vélez Sársfield, campeão da Copa Libertadores de 1994. No retorno, o que não vai faltar é história para contar nas ruas da Freguesia do Ó.
Os campeões da Copa Kaiser 2007

Gols belíssimos, disputa limpa e competente, Arena Kaiser lotada, torcida e times disciplinados, show de arbitragem e emoções dignas da mais envolvente final da história da Copa Kaiser. O Nápoli, campeão em 2002, lutava pelo bicampeonato diante de um Danúbio com origem na Seletiva de 2006 e todos os sonhos de quem vai completar 40 anos de vida. E será um quarentão campeão. Afinal, estar perdendo por 2 a 0 faltando menos de 15 minutos para terminar a decisão, não abalou seu ânimo. Depois de sofrer 1 a 0 aos 32' do primeiro tempo - Jacaré, por cobertura, lindo - e 2 a 0 aos 7 minutos da fase final - Bê -, teve forças para com gols de Cal - uma bomba de fora da área - aos 26' e do artilheiro Xande, aos 30 minutos, igualar o placar e levar a decisão para os pênaltis. Venceu com a aflição e a adrenalina comuns a essas ocasiões. Final transmitida ao vivo pela BandSports. Só assim, com mais de oito mil pessoas na Arena Kaiser, que para amenizar a super-lotação, obrigou a Polícia Militar a fechar os portões da Arena após o início do jogo.

Xande, o artilheiro da Copa Kaiser de 2007 com 17 gols marcados
Porpeta recebe o troféu de goleiro meos vazado da Copa Kaiser de 2007

GDR Danúbio / Freguesia do Ó 2
Porpeta; Deco, Cal, Du e Robertinho; Chupeta (Baiano); Negretti (Wagner) e Neizinho (Nenê); Miranda; Xande e Adilsinho. Suplentes: Renato, Ricardo, Rustão, Márcio e Boquinha.
Massagista: Joaquim Marques.
Técnico: Fernando Borges Dona (Cabeça).

EC Nápoli / Vila Industrial 2
Tide; Chupeta (Odair), Cicinho, Lulinha e Pernambuco; Cecel, Biano (Clenilson) e Sandro; Bê (Alessandro), Júnior e Jacaré (Edo). Suplentes: Bruno, Rato, Michel, Buiu e Vander.
Massagista: Walter M.de Abreu.
Auxiliar: Façanha.
Técnico: Pelé.

Gols: Aos 32', Jacaré e aos 47', Bê, para o Nápoli. Aos 66', Cal e aos 70', Xande, para o Danúbio.
Nos pênaltis: Danúbio 4x2 Nápoli
Craque Kaiser: Xande, do Danúbio

Árbitro: Sálvio Spínola Fagundes Filho
Auxiliares: Fernanda Regina Nunes e Graziele Maria Crizol
Quarta Árbitra: Simone C.de Matos
Local: Arena Kaiser / Estádio do Nacional